Dr. Eric Bittencourt

EDITOR DO BLOG

Minha foto

Cel RRPM - Blogueiro ( Blog do Caxorrao ), Artista Plástico. Curto assuntos culturais de todas as vertentes.

sexta-feira, 6 de abril de 2012

#Depoimento #Canadá #Polícia : "Ex-policial brasileiro se decepciona e resolve ser policial no Canadá"


Depoimento interessante de um brasileiro que se tornou policial no Canadá, depois de ter sido policial civil do Rio de Janeiro. Duas realidades opostas vividas por quem sempre sonhou ser policial. Vale a pena assistir.

abordagempolicial

#Relacionamentos : "Você já teve um romance no trabalho?"


Romance e trabalho juntos podem se tornar uma mistura explosiva com conseqüências indesejáveis.
Quando as emoções saem de controle e se perde a noção do bom senso, transformando o escritório em cenário de vida amorosa, o risco é grande.
Mas o que fazer quando aquela pessoa que faz o seu coração bater acelerado e transforma cada dia, num dia especial, trabalha na mesa ao lado?
Quando o objeto da sua paixão se encontra a poucos metros de você, as  oito horas de expediente se transformam em oito horas de emoção. A vida social e a vida profissional podem se misturar, seja pelo fato das pessoas passarem a maior parte de seu tempo nas empresas onde trabalham, ou porque não sobra muito tempo para se conhecer pessoas em outros lugares.
O fato é que se apaixonar por alguém com quem se trabalha torna-se cada vez mais comum.
 

#Rio #Futebol : #Flamengo perdido, dividido e endividado

Flamengo perdido, dividido e endividado 
 Foto: Divulgação_Rui Porto Filho/Folhapress

Time da Gávea está a ponto de implodir; pressão é grande e uma reformulação pode acontecer; o capitão mau comportado Ronaldinho Gaúcho pode deixar a Gávea, junto com Joel Santana; os cerca de R$ 350 milhões em dívidas reforçam rumores; torcida pressiona; equipe joga amanhã contra o Vasco, no Engenhão.

06 de Abril de 2012 às 16:49
247 - A crise que rondava o Flamengo desde o final de 2011 está prestes a implodir o futebol do clube. As constantes crises tem repercutido no comportamento do time dentro e fora dos gramados por onde tem passado. O começo de 2012 foi tumultuado, com a ameçada de Ronaldinho Gaúcho em deixar o clube, a notícia dos cerca de R$ 350 milhões em dívidas para o ano, a demissão do técnico Vanderlei Luxemburgo - que tinha projeto de fazer o Mengão campeão da Libertadores. E passados quase quatro meses, a pressão aumenta.

#Recife #Eleições 2012 #PT : Clima cada vez mais quente no PT

Clima cada vez mais quente no PT  
Foto: Alexandre Albuquerque e Sérgio Figueirêdo/Divulgação

Presidente municipal do Partido dos Trabalhadores, Oscar Barreto, denuncia que filiados da legenda foram procurados pela Datamétrica para uma pesquisa de intenção de voto nas prévias; empresa pertence ao irmão de Maurício Rands.

06 de Abril de 2012 às 14:53
Raphael Coutinho _PE247 – O clima de disputa começou a tomar ares de guerra para as prévias que devem sacramentar o candidato petista às eleições municipais do Recife. O presidente do diretório municipal, Oscar Barreto, afirmou, à Folha de Pernambuco, que alguns filiados da legenda o procuraram para informar que foram contatados pela empresa de pesquisa de opinião Datamétrica. O detalhe é que a instituição pertence ao empresário Alexandre Rands, irmão do pré-candidato Maurício Rands.
O fato vem à tona justamente após o ex-líder do Governo na Câmara de Vereadores, Josenildo Sinésio (PT), que apoia Rands, criticar o jeito de administrar do prefeito João da Costa. Oscar disse que recebeu um telefonema de alguém que teria se identificado como funcionária da Datamétrica. A ligação foi registrada às 10h23 e a telefonista teria questionado em quem votaria durante a prévia. O petista respondeu que sua opção seria João da Costa.
Na matéria da Folha, o filiado do PT diz que, após a resposta, a funcionária da Datamétrica teria feito outros questionamentos, como a situação profissional do filiado. De acordo com ele, a atendente ainda perguntou se havia possibilidade de o entrevistado mudar de voto. “Quando eu disse que não, ela perguntou: ‘Nem se o presidente Lula pedir?’, e eu neguei. E ela continuou insistindo: ‘Nem se o governador Eduardo Campos pedir?’ e eu neguei”, afirmou o filiado.
Na quinta-feira (5), o jornal entrou em contato com a assessoria de imprensa da Datamétrica, que negou qualquer tipo de pesquisa sobre qualquer tema político. Oscar Barreto disse que pelo menos cinco pessoas do diretório entraram em contato com ele para falar sobre o caso. “Vou procurar o código de ética do PT. Se de fato for comprovado, é abuso de poder. Não teve acerto no PT. Um militante já fez a denúncia no diretório nacional e, depois do feriado, nós vamos saber o que vai ser feito”, garantiu à Folha de Pernambuco. O jornal ainda tentou contato com o pré-candidato Maurício Rands, mas não conseguiu.

247

Caso #Cachoeira #CPI ?? : Enquanto Câmara quer CPI, Senado quer cautela

Senadores da oposição e da base aliada se unem para pedir cautela quanto a CPI para investigar relações do bicheiro Carlinhos Cachoeira com políticos; colegas de Demóstenes Torres, que o defendiam há um mês em plenário, preferem aguardar a instalação dos trabalhos do Conselho de Ética.

06 de Abril de 2012 às 17:48
247 com Agência Brasil - A comissão parlamentar de inquérito (CPI) da Câmara dos Deputados para investigar os negócios do empresário Carlos Augusto Ramos, Carlinhos Cachoeira, e que já tem apoio parlamentar necessário para ser aberta, ainda é vista com cautela no Senado. A postura de senadores da base aliada e da oposição é aguardar a instalação dos trabalhos do Conselho de Ética, na terça-feira (10). Há um mês, 44 deles pediram a palavra no plenário para defender o colega Demóstenes Torres (ex-DEM-GO) das acusações sobre relações com o bicheiro.

#Veja #PT : Do capítulo “Petistas são sempre impolutos” - Convênio da Pesca “não atinge imagem”, diz Ideli.

Por Rafael Moraes Moura, no Estadão:
A ministra Ideli Salvatti (Relações Institucionais) disse que não tem “qualquer responsabilidade” na instalação de um projeto de criação de peixes em Brasília, assinado entre o Ministério da Pesca e a ONG Pró-Natureza. “Considero esse assunto, sob o ponto de vista de atingir a minha imagem, sem qualquer responsabilidade da minha parte”, afirmou.
No Núcleo Rural Rajadinha, onde deveria estar o projeto de criação de tilápias, crescem mandiocas. A ONG pertence a Salviano Borges, funcionário comissionado do governo de Agnelo Queiroz (PT-DF).
Na quinta-feira o Estado mostrou que, durante a gestão de Ideli no Ministério da Pesca, a pasta liberou de uma só vez R$ 769,9 mil para a organização não governamental. O projeto nunca foi concretizado.
“Nos cinco meses que eu permaneci à frente do Ministério da Pesca, não realizei, não assinei nenhum contrato, convênio novo. Eu única e exclusivamente executei o que estava já contratado, conveniado, aquilo que estava em andamento, dentro do rigor da lei, cumprindo as obrigações de honrar os contratos que estavam em vigor, sobre os quais não pairavam indícios de irregularidade”, disse a ministra. Questionada se a responsabilidade não seria de seus antecessores, Ideli respondeu: “Se houver irregularidade, obviamente quem é responsável pela irregularidade que pague.”
Doação. O Estado revelou que o Ministério da Pesca comprou 28 lanchas-patrulha por mais de R$ 1 milhão cada que nunca entraram em operação. Segundo o Tribunal de Contas da União, uma parcela de R$ 5,2 milhões foi paga durante a gestão Ideli na pasta.
Para o TCU, há suspeita de que a licitação tenha sido dirigida para beneficiar a empresa Intech Boating, que, após ser contratada para fornecer as lanchas, doou ao comitê financeiro do PT de Santa Catarina R$ 150 mil. O comitê bancou 81% dos custos da campanha a governador, cuja candidata foi Ideli, em 2010. Sucessor de Ideli na Pesca, o deputado petista Luiz Sérgio classificou de “malfeito” a ação da pasta.
(…)
Por Reinaldo Azevedo

Veja

#DF : Empresa do esquema Cachoeira tem contrato sem licitação com governo Agnelo

Por Alana Rizzo, no Estadão:
Uma das empresas suspeitas de lavar dinheiro da organização comandada por Carlinhos Cachoeira mantém contratos com o governo do Distrito Federal. Investigações do Ministério Público Federal (MPF) e da Polícia Federal revelam que a máfia dos caça-níqueis usava os serviços do empresário José Olímpio Queiroga Neto para movimentar o dinheiro arrecadado com jogos de azar e manter a estrutura ligada a Cachoeira. A Emprodata Administradora de Imóveis e Informática, registrada em nome dos filhos de Queiroga, assinou em 30 de dezembro de 2010 contrato com a Secretaria de Estado de Planejamento, Orçamento e Gestão de locação de área para uma unidade da Praça do Cidadão, serviço similar ao Poupa Tempo paulista, chamado Na Hora.
O contrato foi renovado em 9 de dezembro, na gestão Agnelo Queiroz (PT), a um custo anual de R$ 494 mil. O acordo passou para a Secretaria de Justiça, comandada pelo delegado e deputado distrital Alírio Neto (PPS). A empresa também tem contrato com o Banco de Brasília (BRB) para criar serviço de autoatendimento. Todos foram feitos com dispensa de licitação. Segundo o MP, Olímpio é subordinado a Cachoeira na exploração de casas de jogos no Entorno do Distrito Federal. Ele foi denunciado, assim como seus irmãos Raimundo Washington de Sousa Queiroga, Francisco Marcelo Queiroga e Otoni Olímpio Júnior.
“Integrante da quadrilha desde 2004 era o responsável, com a permissão de Cachoeira, por escolher, consentir a presença de pessoas na região de domínio territorial do capo ou excluí-las da atividade, bem como fechar, abrir e transferir pontos de jogos para outros localidades”, define a investigação. Olímpio, segue o texto, atuava como “principal interlocutor entre os exploradores diretos, prestando contas a eles e recolhendo e repassando porcentagens sobre o faturamento bruto arrecadado as casa de jogos, como forma de pagamento pela autorização na exploração da atividade - de 25% a 30% dos rendimentos brutos”.
‘Injetada’. Escutas telefônicas autorizadas pela Justiça mostram como José Olímpio usava empresas para movimentar dinheiro do grupo. Em 17 de janeiro de 2011, Rosalvo Cruz, uma espécie de contador do grupo, e Olímpio conversam sobre a necessidade de dar uma “injetada em uma das empresas do grupo”. O pedido, segundo Olímpio, veio de Cachoeira. “Não, quem me ligou foi o próprio Carlinhos, mas é porque a pendência lá tá, tá quanto a pendência, você sabe dizer mais ou menos”, questiona. O valor a que se referem é de aproximadamente R$ 130 mil, segundo a PF.
(…)
Por Reinaldo Azevedo

Veja

#Veja #Corrupção : "Por que o Brasil é um dos países mais corruptos do mundo?"

Pois é… O que há de político em pânico a esta altura… Carlinhos Cachoeira, a gente está vendo, é como os demônios: uma legião! Políticos de uma penca de partidos aparecem se banhando em suas águas: DEM (o senador Demóstenes Torres deixou a legenda), PT, PSDB, PTB, PP, PPS… E outros podem aparecer. Escândalo sem o PMDB, por exemplo, é só um problema de apuração… Não dá para afirmar que os comandos das respectivas legendas soubessem desse envolvimento, claro! Uma coisa, no entanto, é certa: dá pra constatar como o sistema é poroso à corrupção.
Não há sistema bom que resista intacto a homens maus. A qualidade individual dos políticos certamente faz a diferença. Isso não significa, no entanto, que o nosso sistema seja virtuoso. Muito pelo contrário. Estamos assistindo à falência moral de um jeito de organização de poder. E não se enganem: será disso para pior! Ainda que o Cachoeira da hora seja tirado de circulação e que seu esquema desmorone, será substituído por outro enquanto as regras forem as que estão aí. O sistema partidário está caduco. As legendas se juntam por causa do tempo de televisão e se mantêm unidas ou se separam a depender da fatia do estado que lhes é dado controlar. No comando de áreas da administração, de estatais ou de autarquias, ocupam-se de roubar o dinheiro público para fazer caixa para o partido — sem contar, obviamente, os que se dedicam ao enriquecimento pessoal.
Por que o Brasil esta entre as nações mais corruptas do Planeta? Será o nosso sangue latino? O calor dos Trópicos? A miscigenação? A herança patrimonialista ibérica? Que determinismo sociológico, histórico ou climático ou, ainda, que teoria estupidamente racista explicariam tanta lambança? Bobagem, meus caros! O nome do desastre que aí está é um só: TAMANHO DO ESTADO, COM SEU CONSEQUENTE APARELHAMENTO PELA PISTOLAGEM POLÍTICA. Os Cachoeiras da vida estão sempre em busca de quem lhes possa franquear as portas da administração e garantir acesso aos cofres.

#Veja #STF #Mensalão : "48 horas depois de Lewandowski cumprir a sua obrigação — estamos aguardando —, o mensalão entrará na pauta do Supremo, diz futuro presidente. Coragem, Lewandowski!"

A nova edição de VEJA já está nas banca e traz uma entrevista com o ministro do STF Carlos Ayres Britto, que vai presidir o tribunal a partir do próximo dia 19. Fica até novembro, quando faz 70 anos e se aposenta. Será ele, pois, a presidir o julgamento do mensalão, que classifica de “o mais importante da história do Supremo em termos de direito penal”. Na conversa com Rodrigo Rangel, Britto deixa claro: a bola está nos pés do ministro Ricardo Lewandowski, que é o revisor. Quarenta e oito horas depois de o revisor cumprir a sua obrigação, Britto diz que põe o julgamento na pauta. Passe logo essa bola, ministro!
Sendo assim, renovo aqui meus votos de “coragem!” a Lewandowski. Não há membro do Supremo que desconheça o caso — a menos que padeça de preguiça insanável. Já passou da hora de dar um desfecho a essa novela, que se arrasta por seis anos, o que, convenham, expõe o Brasil ao ridículo. Tem mais cheiro de impunidade continuada do que de excesso de zelo.
Só para lembrar: em setembro, quem faz 70 anos é o ministro Cesar Peluzo. Terá de deixar o tribunal, e se abrirá a sempre complicada fase de indicação de um novo nome. Se, por alguma razão, não se julgar o mensalão até a sua saída, podem esquecer. Alguém dirá que evento dessa importância requer o tribunal completo, com os 11 ministros. Dois meses depois, como se informa acima, será a vez de Britto sair… Ninguém, no Supremo ou fora dele, entende por que Lewandowski, que se orgulha entre seus pares de ter o gabinete “mais organizado” da Casa, ainda não entregou o seu trabalho. Seguem trechos da entrevista de Britto.
*
O senhor terá apenas sete meses no comando do Supremo, mas deve presido o julgamento mais complexo da corte, o mensalão. Como está se preparando para isso?
Eu já venho estudando o processo, como todos os demais ministros. Já tenho até uma minuta de voto. Tenho aqui um quadro separando, como fez o Ministério Público, os denunciados e os respectivos núcleos, o político, o financeiro e o publicitário. Todos os réus estão nesse quadro. Os ministros já estão estudando o processo. Tenho certeza de que cada um deles, sem exceção, está procurando cumprir seu dever com isenção. O meu papel, nesse caso, é duplo. Serei julgador, mas também presidente. Esse deverá mesmo ser o julgamento mais importante da história do Supremo em termos de direito penal.
Alguns ministros defendem a ideia de que o processo do mensalão comece a ser julgado já a partir do mês de maio. Para quando o senhor, como novo presidente da corte, pretende marcar o julgamento?
O que me cabe é marcar a data tão logo o processo seja liberado para pauta. Quem libera é o ministro-revisor, Ricardo Lewandowski. Estamos em ano eleitoral e, como a imprensa já anunciou com base em uma declaração do próprio ministro Lewandowski, há o risco de prescrição. Então, é evidente que eu, como presidente, vou agir com toda a brevidade. Uma vez disponibilizado o processo para julgamento, providenciarei sua inclusão na pauta em 48 horas.
Pela análise que o senhor Já fez, é concreta a possibilidade de prescrição dos crimes?
Em tese, se todos os réus forem condenados, e o forem pela pena máxima, não há o menor risco de prescrição. A possibilidade de prescrição existe, porém, para os réus que pegarem a pena mínima. Estamos fazendo estudos detalhados sobre essa e outras questões. Todavia, repito, estou falando em tese.
Que desafios especiais esse julgamento impõe?
É um julgamento incomum pelas circunstâncias em que o Ministério Público diz que os crimes ocorreram, pelo número de protagonistas e pela quantidade de imputações. Tudo isso concorre para tornar o processo incomum. Há uma pressão, compreensível, da imprensa e da sociedade para que os fatos sejam postos em pratos limpos e com todo o rigor. Está certa a sociedade. Mas cada um de nós tem de se afastar das pressões e estudar o processo. A fase da denúncia foi ultrapassada, vencida. Havia elementos para receber a denúncia porque a materialidade dos crimes de formação de quadrilha, corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro estava bem documentada. Mas isso é página virada. De lá para cá, o que incumbia ao Ministério Público era fornecer as provas daquilo que alegou, debaixo do contraditório, da ampla defesa e com robustez. A nós, ministros, agora caberá julgar.
(…)
Leia a íntegra na edição impressa da revista
Por Reinaldo Azevedo

Veja

#Veja #PT : "Diretor da Petrobras, em elogio ao governo Dilma, recomenda à oposição: “Enfia o dedo e rasga!” Com a palavra, Graça Foster, a severa!"

José Eduardo Dutra, como sabem, é ex-presidente do PT. Tem um perfil no Twitter. Identifica-se assim:
jose-eduardo-dutra-perfil
A Petrobras, como todos vocês sabem, é uma empresa de capital misto, com ações negociadas em bolsa, e deve se orientar segundo as regras do mercado. No que diz respeito à política, tem de ser neutra, ainda que sua direção seja nomeada pelo governo.
Pois bem… Este que se identifica como “Diretor Corporativo e de Serviços” — é ele quem evoca a sua condição de dirigente da empresa em sua página pessoal — decidiu fazer um comentário no Twitter sobre a pesquisa CNI-Ibope. E o fez nestes termos:
jose-eduardo-dutra-baixo-calao1
É isto: ex-senador da República, ex-presidente da Petrobras Distribuidora, ex-presidente do PT, atual diretor da empresa, Dutra houve por bem mandar, suponho, as pessoas eventualmente descontentes com o resultado da pesquisa “enfiar o dedo e rasgar”. E teve o mau gosto adicional de atribuir a sua falta de educação, a sua falta de decoro, a sua falta de limites a Sergipe!!! Não! Os sergipanos não têm qualquer responsabilidade na fala desavergonhada de Dutra — que nasceu, lembre-se por amor à precisão, no Rio. Os cariocas também não têm nada com isso. A falta de vergonha de Dutra é de sua inteira responsabilidade.
Um dos Três Porquinhos
Naquela que me pareceu, à época, uma boa definição, Dutra foi classificado, em 2010, pela então candidata Dilma Rousseff como um “dos Três Porquinhos”. Os outros dois eram José Eduardo Dutra (atual ministro da Justiça) e Antônio Palocci, que foi defenestrado da Casa Civil. Só na fábula porquinhos não fazem… porcaria e gostam de casa limpinha.
A doença
Em abril do ano passado, Dutra deixou a presidência do PT. Estaria com uma depressão severa. Ele mesmo chegou a comentar seu estado de saúde, alegando alguns estranhos transtornos. Parece que andou tendo algumas ausências e coisa e tal. No dia 25 daquele mês,
escrevi aqui:
“Dutra representa boa parte das coisas que abomino em política, o que não me impede de realmente torcer pela sua recuperação. Quero voltar a torrar a sua paciência no Twitter. Abomino o pensamento, não o pensador. Em 2006, passei por algumas poucas e boas, como sabem muitos de vocês. Chegaram ecos do mundo das sombras torcendo pelo pior. Eu, sinceramente, senti pena de quem folgava com a minha fragilidade. Que grandeza ou graça pode haver numa luta assim? Somos aqueles que apostam sempre na saúde e no bem-estar, para que as divergências restem límpidas e possam ser exercitadas com clareza.  Pretendo que  isso se espelhe nos comentários. Que Dutra volte à sua trincheira, que jamais será a minha.”
Não há menor possibilidade de este blog condescender com a desgraça alheia. Parece que Dutra recuperou a saúde, com o que, sinceramente, folgo. E também está de volta à delinquência política.
Certamente há pessoas insatisfeitas com os números da pesquisa Ibope — conheço alguns lulistas, por exemplo, e alguns peemedebistas… Digamos que a maioria delas seja de oposição. Eu lhes pergunto: cabe a um dirigente de uma empresa, nomeado pelo governo para uma função técnica (não para fazer proselitismo), manifestar-se nesses termos?
QUE OUTRA DEMOCRACIA DO MUNDO ACEITARIA COMO REGULAR UM PROCEDIMENTO COMO ESSE?

#Veja : #Demóstenes, o DEM e o PMDB

Ainda no DEM
A história de Demóstenes Torres com o DEM foi encerrada na última terça-feira, mas até o final desta manhã, a página do Senado ainda apontava o partido comandado por José Agripino Maia como sigla do senador goiano.
Enquanto o Senado não se atualiza, uma pergunta irônica corre entre os parlamentares do DEM: será que Renan Calheiros continua interessado em levar Demóstenes ao PMDB?
Por Lauro Jardim

Veja

#BBC #STJ Caso de #Estupro de Menor : Decisão do STJ sobre ‘estupro’ de menor envia mensagem equivocada, diz Economist

Atualizado em  6 de abril, 2012 - 06:09 (Brasília) 09:09 GMT
Prostituta adolescente
Para revista, tribunal decidiu que 'algumas crianças são menos iguais que outras'
Em sua edição desta semana, a revista The Economist diz que a decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça) de não condenar um homem que manteve relações sexuais com três meninas de 12 anos de idade envia "o sinal errado".
Segundo a revista, o tribunal decidiu que não há igualdade de direitos para as crianças.
O fato ocorreu em 2002, antes que fosse estabelecida no Brasil a idade de consentimento, de 14 anos, e as menores trabalhavam como prostitutas, o que influenciou a decisão do STJ, anunciada na semana passada em meio a polêmica e condenação por parte de ativistas de direitos humanos.
A revista cita um representante da Anistia Internacional que lembra que a prostituição infantil geralmente começa com um estupro e manifesta preocupação de que a decisão possa enfraquecer as proteções legais a crianças no Brasil.
No entanto, a reportagem também cita uma defensora pública que considera a revolta que a decisão provocou um pouco fora de contexto. Segundo ela, a ideia de que o tribunal decidiu que prostitutas não podem ser estupradas não está correta.
A Economist observa que a prostituição de menores é "muito comum no Brasil" e menciona as ações do Ministério do Turismo contra sites que associavam a imagem do Brasil ao turismo sexual.
A revista cita o fato de o Ministério ter pedido a 1.770 sites que retirassem esse material. "(O Ministério) tornou isso público no mesmo dia em que o julgamento do STJ deturpou a mensagem", diz o texto.

BBC

#Veja Caso #Malafaia : "Movimento LGBT versus Lindbergh"

Lindbergh: alvo de reclamações
A propósito, anteontem Magno Malta e Lindbergh Farias subiram na tribuna do Senado e defenderam Silas Malafaia das acusações feitas pelos movimentos gays.
Vinte e quatro horas depois, choveram mensagens no gabinete de Lindbergh – via email ou nas redes sociais – reclamando da sua postura. O movimento LGBT do PT inclusive começou a distribuir uma nota na qual desce a borduna em Lindbergh.
Queridinho dos movimentos de juventude de esquerda, Lindbergh caiu em desgraça com o movimento petista LGBT, que mandou o seguinte recado:
– Esperamos, sinceramente, que o senador Lindbergh Farias não tenha resolvido se perfilar com o segundo grupo de políticos fluminenses, os inimigos dos direitos humanos e da cidadania LGBT.
Por Lauro Jardim

Veja

#São Paulo #Veja #LGBT #Malafaia : "72 horas para defesa"

Malafaia: réu em São Paulo
Silas Malafaia tem 72 horas para se defender das acusações de incitar a violência contra homossexuais em seus programas na TV.
O pastor é réu em processo que corre na 24ª Vara Federal de São Paulo. O Ministério Público exige um pedido de desculpas de Malafaia no ar.
Por Lauro Jardim

Veja

#Veja #STF #Aposentadorias : "Mais uma aposentadoria?"

Último ministro de Sarney
Neste ano, dois ministros do STF completam 70 anos e entram na aposentadoria compulsória do judiciário: Cezar Peluso e Carlos Ayres Britto.
Além deles, é grande a possibilidade do decano Celso de Mello, que pode ficar no STF até 2015, também pendurar a toga. Segundo amigos, o tema está cada vez mais recorrente em conversas.
Se concretizar sua intenção de voltar para Tatuí (SP), sua terra natal, Celso vai encerrar a era Sarney no STF. Ele é o último dos indicados pelo ex-presidente que continua na Corte.
Por Lauro Jardim

Veja

#Veja #Causídico Caro - Caso #Cachoeira : "Taxímetro alto"

Bastos: honorários milionários
Márcio Thomaz Bastos cobrou 15 milhões de reais para assumir a defesa de Carlinhos Cachoeira. Serão pagos em três prestações mensais. A primeira já está na conta-corrente de Thomaz Bastos.
Por Lauro Jardim

Veja

#Veja #Senado Renan, José #Sarney e Romero Jucá : "Nas Sombras"

Renan: operando para retornar ao comando do Senado
Renan Calheiros só assumirá oficialmente que quer voltar à presidência do Senado em novembro. Até lá, costurará sua candidatura e, para disfarçar, fingirá que apoia outros nomes.
A propósito, o trio Renan, José Sarney e Romero Jucá, que tomou uma rasteira com a nomeação de Eduardo Braga como líder do governo, está se reorganizando para voltar a ter o poder que sempre tiveram.
Por Lauro Jardim

Veja

#Veja (Amor Estranho Amor) #Xuxa : "Passado enterrado"

Xuxa: afasta de mim esse filme.
Xuxa acaba de obter uma vitória na Justiça do Rio de Janeiro para, pelo menos por enquanto, garantir que o passado não voltará a assombrá-la.
Xuxa conseguiu proibir mais uma vez que o produtor Aníbal Massaini Neto exiba Amor Estranho Amor, filme de 1982 em que aparece numa cena de sexo com um adolescente.
Massaini alegava que Xuxa não pagara em dia os 60 000 dólares acordados entre as duas partes para que o filme ficasse longe das telas e, por isso, se sentia livre para exibi-lo. Uma liminar, no entanto, proibiu a cessão dos direitos da obra para terceiros.

Por Lauro Jardim

Veja

#Brasília #Governo #PT : Oposição quer investigação contra Ministra Ideli


06/04/201216:06
Google imagens
O PSDB vai pedir ao Conselho de Ética da Presidência da República que também investigue a ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, pela execução de um contrato com a ONG Pró-Natureza para criação de peixes em Brasília, no valor de R$ 869,9 mil, que não saiu do papel.

O jornal O Estado de S. Paulo mostrou, em reportagem publicada nesta quinta, que durante a gestão de Ideli, o Ministério da Pesca liberou de uma só vez R$ 769,9 mil - de um contrato de R$ 869,9 mil - para a organização não governamental de um funcionário comissionado do governo de Agnelo Queiroz (PT-DF) implantar, no entorno de Brasília, um tanque para criação de tilápias. No entanto, 11 meses depois da liberação do pagamento, nenhum viveiro foi instalado. No lugar onde deveria haver a produção de peixes, existe uma plantação de mandiocas.

"É mais um fato que reforça a necessidade da investigação", avaliou o líder do PSDB no Senado, Álvaro Dias (PR). "Agora eles plantam peixes e colhem mandioca", ironizou o tucano. No início da semana, o PSDB acionou o Conselho de Ética para que instaurasse processo ético-disciplinar e investigasse Ideli pela compra de 28 lanchas-patrulhas adquiridas entre dezembro 2008 e março de 2011 pelo valor de R$ 31 milhões.

O Estadão mostrou que um ex-dirigente da pasta, Karim Bacha, pediu à empresa contratada, Intech Boating Ltda., doação para a campanha de Ideli. A empresa doou R$ 150 mil ao PT de Santa Catarina, que bancou 80% da campanha de Ideli ao governo.

Em outra frente, o PPS vai pedir ao Tribunal de Contas da União (TCU) - por meio de requerimento à Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara - que o órgão de controle faça uma "devassa completa" nos convênios do Ministério da Pesca com organizações não governamentais.

O líder do PPS, deputado Rubens Bueno (PR), também vai tentar convocar a ministra Ideli Salvatti para prestar esclarecimentos à comissão. "Esses convênios podem estar servindo de fachada para abastecer o caixa do PT", disse Bueno.

A Pró-Natureza ainda solicitou, ao então titular da pasta, ministro Luiz Sérgio (PT-RJ), um aditivo de 16 meses e mais R$ 224,7 mil. O pedido foi reforçado ao atual ministro, Marcelo Crivella (PRB). 

#Ceará #PMCE #Fortaleza #PR : Capitão Wagner será estrela da campanha do PR



O ex-governador do Ceará, Lúcio Alcântara, e o prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa, escalaram o capitão Wagner Sousa para ser a estrela do PR nas eleições municipais. O capitão Wagner vai participar de comícios nas principais cidades, incluindo Fortaleza. O capitão é oposição ao governo e liderou a greve dos policiais militares no Ceará em dezembro do ano passado.

Caso #Cachoeira : QUE BICHO É ESSE! Por Mino Pedrosa


Postado em 03/04/201215:56
 
No dia 13 de fevereiro de 2004 Lula enfrentou seu primeiro escândalo como Presidente da República. O ministro da Casa Civil, o todo poderoso, José Dirceu, através de seu assessor Waldomiro Diniz estava envolvido em propinas de Caixa 2 do PT, flagrado pelo chamado “empresário do jogo” Carlos de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira.

O tratamento da mídia dado a Carlinhos Cachoeira à época foi de grande “empresário do jogo” e dono do segundo maior laboratório de medicamentos genéricos do país: Vitapan. A TV Globo anunciava, no Jornal Nacional, a pedido do Palácio do Planalto, que a fita, flagrando Waldomiro pedindo propina a Cachoeira para as campanhas petistas presidencial e estaduais, era uma conspiração do Ministério Público e da imprensa contra o governo petista.
Hoje, passados oito anos e findado o governo Lula e a blindagem, Cachoeira e Waldomiro foram condenados pelo processo de 2004.
O Partido dos Trabalhadores saia, na ocasião, numa defesa feroz de Zé Dirceu e Waldomiro alegando que o “empresário do jogo” Carlos Cachoeira estava sendo usado num complô para beneficiar os tucanos derrotados nas eleições presidenciais.
Enquanto isso, numa cobertura na Avenida Atlântica esquina com a Rua Hilário de Gouveia, num dos pontos mais chiques do Rio de Janeiro, Copacabana, morava o bicheiro Aniz Abraão Davi, o Anísio. Alí era feita a arrecadação do jogo do bicho carioca. O mesmo apartamento, de propriedade do doutor Roberto Marinho, presidente das Organizações Globo,  era usado  apenas para assistir a queima de fogos na passagem do ano, até 2003. Era um apartamento de alto luxo com mármore de carrara e louças portuguesa e inglesa, importadas com exclusividade para decorar a cobertura do empresário e jornalista.
Recentemente a TV Globo, no Jornal Nacional, mostrou imagens da cobertura dizendo que o bicheiro Anísio vivia num luxuoso apartamento em Copacabana. Mas omitiu que o proprietário anterior era o falecido presidente das Organizações Globo doutor Roberto Marinho.
O Jogo do Bicho no Rio de Janeiro se mistura com a arrecadação de dinheiro do Metrô e trens de superfície. Os bicheiros comandam parte das estatais do Governo Carioca.
A Operação Monte Carlo foi montada pela Polícia Federal de Brasília e Ministério Público Federal para atuar no Estado de Goiás. O objetivo era atingir Demóstenes Torres e Marconi Perillo. Ambos oposição ao PT.
Dessa vez, o personagem é o mesmo, mas o tratamento dado pela mídia e pelo Palácio do Planalto mudou muito. Agora, Carlinhos Cachoeira, “empresário do jogo” é chamado de bicheiro, contraventor e presidiário em Mossoró.
Os bicheiros de renome no país estão revoltados com a imprensa quando denominam Carlinhos Cachoeira de “bicheiro”. Segundo eles, Carlinhos não passa de vendedor de papel para gerenciar loterias nos Estados e gerente de grupos proprietários de caça-níqueis.
Waldomiro e Zé Dirceu, em 2004, tentavam legalizar as máquinas de caça-níqueis para o “empresário do jogo” Alejandro de Viveiros Ortiz, que tinha o foco apenas em seus próprios negócios. Enquanto isso, Carlos Cachoeira, outro “empresário do jogo”, com um foco mais “profissional” queria as caça-níqueis em casas especializadas, ou seja, a legalização total do jogo no Brasil, com a apuração em real time, on-line. Cachoeira pensava no software do jogo on-line, desenvolvido especialmente para suas empresas e que já atuam no mercado internacional.
Agora, a Operação Monte Carlo não quer revelar os negócios do “empresário do jogo” Carlos Cachoeira. Omite a participação de grandes empreiteiras, que abocanharam bilhões dos cofres públicos durante o Governo Petista. Em centenas de horas de grampo telefônico, apenas 2 minutos se referem ao chamado “Jogo de Azar”.
Carlinhos Cachoeira fala com o senador Demóstenes Torres e pede para “tocar no Senado o projeto de lei de autoria do ex-senador Maguito Vilela.” Demóstenes, após analisar, diz que o conteúdo vai de encontro ao projeto de Cachoeira. Mas mesmo assim, Cachoeira pede o empenho de Demóstenes, para colocar em votação para apreciação de todos os senadores.
A bancada da legalização do jogo no Congresso é muito forte. O retorno dos cassinos é projeto do senador Edison Lobão, com o apoio do PMDB. A legalização das máquinas de caça-níqueis e bingos é do ex-senador Maguito Vilella e outros parlamentares, inclusive do PT, e na Câmara, há projetos de dezenas de deputados.
Quando as gravações do MPF revelam o nome de Cláudio Abreu não diz que se trata do diretor do Centro-Oeste do Grupo Delta de Engenharia, o maior fornecedor do Governo Federal. A Delta atua fortemente no Governo de Goiás, com obras e locação de veículos. O governador Marconi Perillo chegou a conversar com Cláudio Abreu no sentido de liberar concessões em todo o Estado para beneficiar Carlos Cachoeira. A Delta estava sendo usada como fachada de negócios do contraventor, que despachava numa sala no mesmo andar da empreiteira em Goiânia. Por isso, aparece nas gravações falando de milhões com seu contador. Já que o contraventor falava em milhões com o seu representante fiscal, não poderia estar se referindo ao jogo e sim a negócios “lícitos” e “declarados”.
E é pela porta dessa “legalidade” Carlinhos Cachoeira entra em Brasília gerenciando com Cláudio Abreu o lixo do DF. O gerente do Centro – Oeste da Delta é o contato de Cachoeira  com o GDF, juntamente com o Dadá, Idalberto Matias de Araújo, o braço operacional de Carlinhos.
Cláudio Abreu faz contato com o Governador Agnelo, através do chefe de gabinete Claudio Monteiro e Marcello de Oliveira Lopes, o Marcelão, da Casa Militar e dono da Plá Comunicação. A agência está no nome da mãe de Marcello, Marly Antônia de Oliveira Castro.
O que chamou a atenção do MPF foi o modus operantes de Carlinhos Cachoeira. A equipe que trabalha com ele faz monitoramento clandestino eletrônico e telefônico de empresários, políticos e jornalistas. Carlinhos também tem o costume de gravar as conversas durante seus encontros.  Tudo isso fazia parte de um plano do “empresário do jogo” para comprar parte da Delta e se tornar parceiro de Fernando Cavendish, o presidente da Delta que recentemente durante uma reunião de diretoria da empresa disse na mesa que é muito fácil comprar um senador da base governista para conseguir obras. “Senador tem preço é só pagar que ele dá um jeitinho ”
O mais interessante é que até agora o Senado não chamou o empresário para explicar por quanto é possível comprar um senador.

http://www.quidnovi.com.br/

Capa do Jornal do Commercio em #Pernambuco de 06.04.2012

#São Paulo #PMSP #ROTA #FACEBOOK : Ex-chefe da Rota parabeniza filho no Facebook por ação com morte

Homem estava em casa onde foi encontrada cocaína, maconha e crack. 'Para mim é indiferente um comentário', diz tenente filho de Coronel Telhada.

Ex-comandante da Rota comentou operação no Facebook (Foto: Reprodução/Facebook) 
Ex-comandante da Rota comentou operação no
Facebook (Foto: Reprodução/Facebook)
Um suspeito de tráfico de drogas foi morto no início da noite desta quarta-feira (4) durante operação de equipe das Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (Rota) na região do Jardim Miriam, na Zona Sul de São Paulo.
A ação foi parabenizada pelo ex-comandante da Rota, coronel Paulo Telhada, no Facebook. Ele disse que seu filho participou da operação. "Parabéns ao meu filho e toda equipe, bem como a toda Rota", escreveu. (Veja íntegra do comentário abaixo)
A assessoria de imprensa da PM informou que um inquérito policial militar é aberto para todos os casos de morte envolvendo PMs, sendo posteriormente submetido à Justiça. A corporação também informou que nunca espera nem deseja a ocorrência de mortes, que não é algo satisfatório, mas que infelizmente às vezes ela ocorre em confrontos. A PM também informou que o coronel Paulo Telhada não falou em nome da corporação, pois já está na reserva da PM, e que vê o comentário feito no Facebook como um comentário feito de pai para filho.
Segundo lei promulgada em 2011, o caso será encaminhado a um departamento da Polícia Civil, responsável por investigar ações da Polícia Militar que resultam em morte para averiguar se houve excesso da força policial.
Questionado pelo G1 na manhã desta quinta, o tenente Rafael Telhada, filho do ex-comandante da Rota, disse que ainda não tinha visto o comentário feito pelo pai. “A gente cumpriu nossa missão. Para mim é indiferente um comentário que o coronel fez no Facebook. Estou dando graças a Deus por estar vivo, eu quase morri ontem à noite”, afirmou.

O coronel Paulo Telhada disse ao G1 que não vê problemas no comentário feito no Facebook. Segundo ele, quem critica o “parabéns” dado à equipe da Rota mesmo com a morte de um suspeito na ação é hipócrita. “Nós fomos em uma missão para prender um indivíduo, recebido inclusive via Disque Denúncia. Ele atira nos policiais, os policiais revidam. Se ele quisesse ter se rendido ele estaria preso. O vagabundo que escolhe a maneira que ele quer vir”, disse o ex-comandante da Rota.

"Quem age dentro da lei tem os direitos preservados. Quem esta fora da lei, fazer o quê? Se o indivíduo atira, o policial tem que revidar"
Coronel Telhada,
ex-comandante da Rota

“Lógico que (a missão da PM) é preservar vidas, por isso a polícia foi para o local. Quantas vidas foram salvas com esse indivíduo fora de circulação? O comentário que ouvi é que na favela todo mundo estava dando Graças a Deus”, disse o coronel. “Quem age dentro da lei tem os direitos preservados. Quem está fora da lei, fazer o quê? Se o indivíduo atira, o policial tem que revidar. Eu dou graças a Deus por meu filho estar vivo e a equipe dele também. Infelizmente aconteceu [a morte], mas entre um policial, que cumpre a lei, e um vagabundo armado, eu prefiro que sobreviva policial.”
A operação
De acordo com a Rota, o homem, suspeito de traficar drogas na região, recebeu os policiais com disparos após uma denúncia anônima. Segundo o tenente Rafael Telhada, a corporação recebeu a denúncia de que o homem mantinha dentro de casa uma grande quantidade de drogas e armamentos.
 
"Infelizmente aconteceu [a morte], mas entre um policial, que cumpre a lei, e um vagabundo armado, eu prefiro que sobreviva policial"
Coronel Telhada,
 ex-comandante da Rota

Ao chegarem ao endereço apontado, na Rua Sebastião Afonso, os policiais encontraram o homem, que atirou contra eles, segundo Telhada. Os policiais revidaram, e o suspeito foi atingido. O homem foi levado para o pronto-socorro de Diadema, no ABC, onde morreu.

Dentro da casa, foram encontrados quatro tijolos de cocaína, três de maconha, um de crack, dois quilos de cocaína em pó dentro de um saco plástico, aproximadamente mil pinos de cocaína prontos para venda e cerca de 5,5 mil ainda vazios. Os policiais também apreenderam três balanças de precisão, materiais para corte da droga e um liquidificador.

A arma usada pelo suspeito, um revólver calibre 38, também foi apreendida. Como houve morte de um suspeito por policiais militares, o caso foi encaminhado para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

No Facebook
O ex-comandante da Rota, coronel Paulo Telhada, pai do tenente Rafael Telhada, comentou o caso no Facebook.

“Hoje por volta das 18 horas, a viatura de Rota 91402 , comandada pelo meu filho Tenente Telhada, ao averiguar Disque Denúncia que tratava de tráfico de entorpecente, pelo Jardim Miriam, acabou se deparando com um meliante que de arma em punho enfrentou a equipe de ROTA, não restando outra alternativa para meu filho e equipe a não ser revidar aos disparos. O meliante foi baleado e socorrido ao PSM Diadema onde faleceu. Felizmente nenhum PM foi ferido. Foi apreendido com o meliante um revólver cal. 38 e grande quantidade de drogas escondidas em dois cofres. A ocorrência está sendo apresentada no DHPP. Parabéns ao meu filho e toda equipe, bem como a toda ROTA.”, escreveu o coronel.

Investigação
O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, anunciou em abril de 2011 que as investigações de casos de resistências seguidas de morte durante ação da Polícia Militar passarão a ser feitas pelo Departamento Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil.

A medida vale ainda para todas as ocorrências de resistência seguida de morte envolvendo também policiais civis e integrantes da Guarda Civil Metropolitana.

G1

#Recife #Banco #Santander #Violência : Caixa eletrônico é arrombado na Encruzilhada

Unidade de auto-atendimento do Banco Santander foi encontrada com sinais de violação. Ainda não se sabe se alguma quantia de dinheiro foi levada.

Publicado em 06/04/2012, às 10h00

Atualizada às 12h18

Perito do IC faz vistoria em caixa danificado pelos bandidos / Foto: Guga Matos/JC Imagem

Perito do IC faz vistoria em caixa danificado pelos bandidos

Foto: Guga Matos/JC Imagem

Policiais do 13º Batalhão de Polícia Militar de Pernambuco (PMPE) foram acionados na manhã desta sexta-feira (6) sobre o possível arrombamento de um caixa eletrônico da agência do Banco Santander, na Avenida Norte, no bairro da Encruzilhada, Zona Norte do Recife.
Ao chegarem ao local, as autoridades encontraram a unidade bancária com sinais de violação no compartimento de depósitos. Uma chave de fenda, provavelmente usada na ação, foi encontrada próxima ao caixa eletrônico.
Ainda não se sabe se alguma quantia de dinheiro foi levada do equipamento. Esta mesma agência do Santander havia sido arrombada no último domingo (1º). Na ocasião, nenhuma quantia foi levada na violação.

#Senado #PHA Caso #Cachoeira : "Quem quer a CPI do Cachoeira? Ninguém!"

Como diria o Barão de Itararé, há algo no ar além dos aviões de carreira.

(Como se sabe, o Barão agora comete a ousadia de visitar Ministros do Supremo !)

O Kakay vai absolver o Demóstenes com o argumento de que a maçã contaminou o cesto de frutas.

Capítulo de Botânica que prevaleceu, por algum tempo, no STJ.

O Marconi Perillo, tucano de DNA assemelhado ao do Eduardo Azeredo, o Pai de Todos os Mensalões, se esconderá sob os trilhos da Ferrovia Norte-Sul e será, a tempo, protegido pelo PiG (*), a comecar pelo PiG (*) de Goiás.

Por que o Cachoeira levou dois anos para entregar ao detrito de maré baixa a fita do Valdomiro, depois que ele foi trabalhar na Casa Civil do Dirceu ?

(Não perca a explicação do Nassif: deixe o reportinho de lado; ali quem manda e o Robert(O) Civita.)

Por que o Cachoeira fez o vídeo da corrupção nos Correios ? – Só para vingar o Demóstenes ?

Quem mais se beneficiaria com o desmanche do Governo Lula, logo depois da vitória de 2002 ?

Quem, amigo navegante ?

Cachoeira é dono de uma empresa de genericos (êpa ! Êpa !) em Anápolis ?

De genéricos ?

Foi o Cachoeira que mandou aquele repórter “investigativo” ao Hotel Nahoum espionar o quarto do José Dirceu, como suspeita o Blog do Nassif.

Foi o Cachoeira que fez o grampo sem áudio e entregou à Veja, para derrubar o Paulo Lacerda, o Protógenes e salvar o pescoço do Daniel Dantas?

E, preservado o pescoço do Daniel Dantas, salvava-se o pescoço de toda a cúpula do PSDB de São Paulo ?

A água que rola do Cachoeira vai ser o tsunami da Oposição, como sugere o Fernando Brito do Tijolaço ?

Demóstenes, Cachoeira, a Veja e todo o PiG são o Golpe !

Quem quer a CPI do Golpe, também chamada de CPI do Cachoeira, ou do Demóstenes ?

Você, amigo navegante, e esses blogueiros sujos, que pecam pela ansiedade.

A ABIN não vê nada, a Polícia Federal não investiga para proteger a Presidência da Repúlica e o Governo não tem como se defender do Golpe.

A Sexta Economia do Mundo se ajoelha diante da Globo.

Se a Globo e o Ali Kamel quiserem, o Governo não tem palanque para chegar ao povo e denunciar um Golpe.

O Demóstenes, o …, o Cachoeira, o Robert(o) Civita e o Ali Kamel (o mais poderoso diretor de jornalismo da História da Globo – e o ansioso blogueiro trabalhou com os três antecessores) – tocam de ouvido.

E eles são tão poderosos que a CPI do Cachoeira está morta antes de nascer.

Não é isso Jilmar Tatto ?

(Jilmar Tato é aquele líder do PT que prefere se ver diante de Satanas nu a criar a CPI do Cachoeira ou da Privataria Tucana.)

Viva o Brasil !

Em tempo: amigo navegante envia essa pérola:

tu vais adorar este ato falho do chefão do DEM:


“o PARTIDO TEM UMA HISTÓRIA CLARA DE NÃO CONVIVÊNCIA COM A ÉTICA…”


Ato falho???? Confere aqui:


http://g1.globo.com/globo-news/jornal-das-dez/videos/t/todos-os-videos/v/presidente-do-dem-comete-ato-falho-ao-defender-etica-do-partido/1887842/



Paulo Henrique Amorim


(*) Em nenhuma democracia séria do mundo, jornais conservadores, de baixa qualidade técnica e até sensacionalistas, e uma única rede de televisão têm a importância que têm no Brasil. Eles se transformaram num partido político – o PiG, Partido da Imprensa Golpista.

conversaafiada

#Pernambuco #Sertão #Violência #Homicídios : Três mortes são registradas no início do feriadão, em Arcoverde.

Durante a noite, jovem foi assassinado enquanto assistia ao espetáculo da Paixão de Cristo no município. Já de madrugada, um casal de namorados foi encontrado morto dentro de uma residência.

Publicado em 06/04/2012, às 11h23

Três mortes foram registradas no início do feriado de Semana Santa no município de Arcoverde, no Sertão pernambucano. Na noite da última quinta-feira (5), um jovem foi assassinado enquanto assistia ao espetáculo da Paixão de Cristo na cidade e um casal de namorados foi encontrado morto dentro de uma residência.

Segundo a Polícia, O adolescente Lucas Víctor Bezerra da Silva, de 14 anos, estava assistindo à encenação da peça teatral quando dois outros indivíduos, um de 16 e outro de 22, se aproximaram e efetuaram vários disparos. O rapaz chegou a ser socorrido no Hospital Regional de Arcoverde, mas não resistiu aos ferimentos.

A Polícia Militar estava de plantão no local e conseguiu deter a dupla em flagrante. Eles ainda tentaram se livrar da arma, mas não conseguiram. O rapaz mais velho foi identificado como Leonardo da Silva Alves. Leonardo foi levado para o presídio Advogado Brito laves, enquanto o menor foi encaminhado para a Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) de Arcoverde.

#Manisfestações #Ditadura #PHA #Redes #Sociais : "#Torturadores acuados ameaçam jovens do “Escracho”"

O Conversa Afiada recebeu a seguinte sugestão de amigo navegante:

Este fato é gravíssimo: cada vez mais nervosa com a Comissão da Verdade, a direita hidrófoba começa a apelar para a violência. O atento SUL21 captou esta ameaça no Rio de Janeiro. É preciso ecoar isso com força, repassa pro pessoal do Itararé e dá destaque. Não podemos recuar diante dessa gente.

abs


SUL 21  – Geral

Militares ameaçam jovens que protestaram contra comemoração do golpe de 1964
Site de coronel da reserva exibe vídeo e troca informações sobre jovens que participaram de protesto no Rio de Janeiro | Arte: Ramiro Furquim/Sul21

Samir Oliveira


Cinco jovens do Rio de Janeiro que protestaram contra a comemoração do golpe de 1964 feita por militares da reserva no dia 29 de março estão sendo ameaçados e tendo suas vidas expostas. O site A Verdade Sufocada, mantido pelo coronel da reserva Carlos Alberto Brilhante Ustra, publicou fotos com o nome de cinco manifestantes e os locais onde eles trabalham. A ira da caserna recaiu com mais força sobre Luiz Felipe Garcez, que foi flagrado numa fotografia cuspindo no coronel-aviador Juarez Gomes enquanto ele deixava o Clube Militar no Rio de Janeiro.


O site de Ustra, ex-comandante do DOI-CODI de São Paulo e torturador reconhecido pela Justiça, informa o e-mail e os perfis no Twitter e no Facebook de Luiz Felipe. Os dados se espalharam por sites e blogs mantidos por militares, que estão postando diversas ameaças aos cinco jovens pela internet.


No blog do coronel da reserva Lício Maciel – que participou da repressão à Guerrilha do Araguaia – há um vídeo de 3 minutos, que já foi retirado do YouTube, com o título de “maloqueiros alucinados”, em referência aos manifestantes. Os jovens são tratados o tempo inteiro como criminosos e agressores de idosos e os militares fazem questão de expor informações sobre eles.


No post que exibe o vídeo, o comentário de um sujeito identificado como Eduardo Cruz demonstra que a vida desses cinco jovens – especialmente a de Luiz Felipe – foi investigada. “Após um levantamento preliminar, obtive algumas informações importantes sobre o covarde que agrediu aquele senhor idoso no dia 29. O nome completo do meliante é Luiz Felipe Monteiro Garcez, vulgarmente conhecido como Pato, estudante do curso de Produção Cultural do IFRJ (Instituto Federal do Rio de Janeiro) desde 2010. Tem 25 anos de idade, frequenta o Diretório Estadual do PT no Rio de Janeiro e não trabalha”, escreveu o comentarista, que fornece informações dos empregos que o jovem já teve.


Eduardo Cruz vai além em seu comentário no blog de Lício Maciel. Ele dá informações sobre a família de Luiz Felipe e ainda faz juízo de valor sobre sua criação. O comentarista cita o nome da “namoradinha” de Luiz Felipe, informa que ele tem uma filha, publica o nome dos pais do jovem e ainda comenta que eles “visivelmente falharam na educação do moleque”.


Site mantido por Carlos Alberto Brilhante Ustra instiga militares a procurarem informações sobre jovens que participaram do protesto | Foto: Brasil247

Eduardo Cruz finaliza o comentário dizendo que “por enquanto é isso” e assegurando que irá prosseguir com a “averiguação” e que voltará “em breve com informações sobre os outros agressores presentes naquele episódio”.


Nesse mesmo post do blog do coronel Lício Maciel há um link para uma pasta no site de compartilhamentos 4Shared com informações sobre a vida de Luiz Felipe Garcez. São exibidas fotos dele, de sua mulher e até de sua filha. Uma das imagens mostra o jovem com a filha recém-nascida no colo, com as devidas identificações.


“Não podemos nos permitir ter medo”, diz jovem ameaçado


Em conversa por telefone com o Sul21, Luiz Felipe Garcez conta que já recebeu mais de 150 ameaças por Facebook e por e-mail. Ele assegura que o vídeo feito com informações sobre sua vida, de seus amigos e de sua família – que chegou a ter mais de 11 mil acessos até ser retirado do ar – foi produzido por um jovem “infiltrado” no protesto do dia 29 de março e diz que vai entrar com processos judiciais contra as pessoas que estão expondo sua vida. “Estamos tomando medidas preventivas, documentando as ameaças e vamos entrar com um  processo por incitação ao ódio. Não podemos ter medo, senão vão entender que esse tipo de intimidação funciona”, comenta.


Pasta criada em site de compartilhamento exibe fotos e informações de Luiz Felipe e da sua família | Arte: Ramiro Furquim/Sul21

Ele acredita que os ataques venham de grupos organizados de extrema direita – com a presença ou não de militares. “São grupos organizados politicamente que podem ter militares da ativa. Mas não é a instituição Exército que está nos atacando, são fascistas que se organizam internamente”, explica.


Luiz Felipe garante que continuará denunciando os abusos e não se intimidará com as ameaças. “Sabemos que é isso que eles fazem, não podemos esperar nenhum tipo de reação diferente. São filhotes de uma ditadura que matou, perseguiu e torturou, ainda tem muita gente que acredita nisso. Muitos dos que eles mataram deram a vida para que pudéssemos estar hoje protestando. Não podemos nos permitir ter medo”, defende.


Outro manifestante exposto por Ustra, Rodrigo Mondego, também conversou por telefone com o Sul21 e disse que também vem sofrendo ameaças. “Se identificam como militares e nos ameaçam de morte. Entramos em contato com o ouvidor da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, com a Defensoria Pública do Rio de Janeiro, com a OAB-RJ e vamos conversar também com Ministério Público Federal”, avisa.


Rodrigo explica que o principal objetivo é retirar a exposição de seus dados e dos seus amigos dos sites dos militares. “Podemos ver que vários blogs de militares nos citam, basta colocar nossos nomes no Google”, lamenta.


Ele acredita que há policiais da PM do Rio de Janeiro atuando para ajudar na apuração de informações sobre sua vida e a dos outros jovens expostos. E lembra que havia diversos agentes disfarçados da P2 – o setor de investigações da Polícia Militar carioca – durante a manifestação contra a comemoração do golpe no dia 29 de março. “Eles são organizados e muita gente simpatiza com a lógica da ditadura. As ameaças são virtuais, mas vindo de onde estão vindo, tememos que se transformem em realidade”, considera.


Rodrigo diz que está tomando precauções quanto à sua segurança e admite que as ameaças afetam o seu cotidiano. “A tortura psicológica está funcionando”, desabafa.


Dentre as centenas de pessoas que participaram do protesto no dia 29 de março, apenas cinco jovens foram expostos por Ustra. Rodrigo Mondego acredita que foram escolhidos por estarem envolvidos na organização do ato, além de serem todos amigos de Luiz Felipe Garcez. Além disso, todos militam na juventude do PT do Rio de Janeiro.



Clique aqui para ler “Erundina empurra a Comissão da Verdade”.

conversaafiada

#Artigo #Reflexão #PHA #PIG : "Dilma manda Verde lamber sabão. (Da Natura)"




Saiu no Estadão:

Pessoas contrárias a hidrelétricas na Amazônia vivem ‘fantasia’, diz Dilma


Presidente adverte que não mudará os planos de desenvolvimento para a região


BRASÍLIA – A presidente Dilma Rousseff (PT) aproveitou uma reunião com os integrantes do Fórum do Clima, no Palácio do Planalto, para avisar de vez aos grupos ambientalistas que lutam contra a construção de usinas hidrelétricas na Amazônia que o governo não mudará seu projeto de aumento da oferta de energia e de desenvolvimento da região. Ela chegou a dizer que essas pessoas contrárias à construção das hidrelétricas vivem num estado de “fantasia.”


Ao se referir à participação do Brasil na Rio+20, a conferência das Nações Unidas que será realizada em junho, na capital do Rio de Janeiro, a presidente lembrou aos que estavam na reunião que o mundo real não trata de tema “absurdamente etéreo ou fantasioso”. “Ninguém numa conferência dessas também aceita, me desculpem, discutir a fantasia. Ela não tem espaço para a fantasia. Não estou falando da utopia, essa pode ter, estou falando da fantasia”, afirmou Dilma.


Dilma disse que o Brasil vai trabalhar pelo desenvolvimento sustentável, para tirar as pessoas da pobreza e para encontrar formas de conciliar o progresso com o respeito ao meio ambiente.


Pouco antes, ao se pronunciar no Fórum do Clima, a representante das ONGs, Sílvia Alcântara, acusara o governo de promover um retrocesso na questão ambiental e de, com o pré-sal, levar o Brasil a ocupar o terceiro lugar entre os países que mais emitem gases de efeito estufa já em 2020. Num pequeno pedaço de papel, Dilma anotou tudo o que a ambientalista falou.


Sem se referir diretamente ao que Sílvia havia dito, Dilma defendeu a energia de fontes hidráulicas e desdenhou da energia eólica e solar, ambas defendidas pelos grupos mais radicais como alternativa às hidrelétricas. Disse que, como presidente, tem de explicar como as pessoas vão comer, ter acesso à água e energia. “Eu não posso falar: ‘Olha, é possível só com eólica iluminar o planeta.’ Não é. Só com solar? De maneira nenhuma.”

Navalha
O jn no ar desta quarta-feira fez uma contundente reportagem sobre as hidrelétricas na Amazônia – contra !, evidentemente.
Tentou associar patrões de inclinação escravista à impropriedade de se construir hidrelétricas na Amazônia, especialmente as que fazem parte daquilo que o PiG (*) chama de “o PAC emPACou”.
Como se sabe, o jn no ar não pousa onde as coisas dão certo.
O GPS do Ali Kamel é atraído pelo imã da desgraça.
Uma questão de estilo.
O jn já teve a sua fase Verdista, assim como todos os colonistas (**) do Globo, a comecar pala Urubóloga, que exibe uma inclinação verdista muito acentuada.
Todos se apaixonaram pela Blá-blá-rina e sua capacidade de tirar voto da Dilma e eleger o campeão de camisa verde, o Padim Pade Cerra.
A Blá-blá-rina é aquela que queria impedir a construção de hidrelétricas na Amazônia, porque os bagres não podiam copular.
Depois se provou cientificamente que o desejo de copular dos bagres vence qualquer barragem.
Essa sugestão da Presidenta deveria ser levada em consideração: mandar os Verdes lamber sabão com sabão da Natura.
É uma forma de manter o equilíbrio ambiental.


Em tempo: quem pagou o jatinho da Blá-blá-rina na campanha ?

Em tempo2: leia aqui a versão bem comportada do “mandar lamber sabão”.


Paulo Henrique Amorim


(*) Em nenhuma democracia séria do mundo, jornais conservadores, de baixa qualidade técnica e até sensacionalistas, e uma única rede de televisão têm a importância que têm no Brasil. Eles se transformaram num partido político – o PiG, Partido da Imprensa Golpista.

(**) Não tem nada a ver com cólon. São os colonistas do PiG que combateram na milícia para derrubar o presidente Lula e, depois, a presidenta Dilma. E assim se comportarão sempre que um presidente no Brasil, no mundo e na Galáxia tiver origem no trabalho e, não, no capital. O Mino Carta  costuma dizer que o Brasil é o único lugar do mundo em que jornalista chama patrão de colega. É esse  pessoal aí.

#UK #Argentina #Artigo : "O que está em jogo nas Malvinas. Por Mair Pena Neto"


Em 1982, como repórter de O Globo, integrei a equipe responsável pela cobertura da Copa do Mundo, na Espanha. A mim, coube acompanhar a seleção anfitriã, que jogou a primeira fase em Valência, contra Honduras, Iugoslávia e Irlanda do Norte. A Espanha ainda não contava com craques do nível de Xavi, Iniesta e companhia, e passou a duras penas para as oitavas de final. Mas havia um outro assunto em pauta, tão presente, que interferia na disputa esportiva: a Guerra das Malvinas, que terminaria um dia após o jogo de abertura.
Os argentinos distribuíram a todos os jornalistas a tradicional revista esportiva El Grafico, que trazia na contracapa a mensagem “As Malvinas são argentinas”. Embora a Argentina estivesse dominada por uma sangrenta ditadura militar, que se valia do conflito para se manter no poder, havia uma solidariedade ao país vizinho pelo sentido imperialista da possessão pela Inglaterra de um território a 14 mil quilômetros de distância.
O desfecho da guerra foi mais uma tragédia para uma geração de argentinos, mas, também, o tiro de misericórdia na ditadura militar, que pouco mais de um ano depois entregou o poder ao primeiro presidente eleito desde 1976. Desde então, a Argentina vem revendo corajosamente a sua história, e a questão das Malvinas não poderia ficar de fora. O direito sobre às ilhas volta novamente à pauta, lançado por Cristina Kirchner, sem ações beligerantes, mas com o discurso da razão. Não existe sentido no domínio inglês sobre um arquipélago próximo à costa argentina, que geograficamente se inclui como extensão da Terra do Fogo e da parte sul do país. Concordar com o direito inglês é legitimar um domínio colonial anacrônico e ilegítimo exercido por uma grande potência, saudosa dos tempos em que foi a maior do planeta.

#Rio #PMERJ #CBMERJ : Em peso, deputados da Alerj assinam pedido de anistia para PMs e bombeiros.

Jorge Lourenço
Com quase total unanimidade, a Assembleia do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) assinou em peso o projeto de lei do deputado estadual Paulo Ramos (PDT-RJ), que pede a anistia dos policiais militares e bombeiros envolvidos na greve de fevereiro. Dos 70 parlamentares possíveis, 60 subscreveram o pedido. 
Sem mágoas
Em discurso no plenário, Paulo Ramos disse que chegou a hora do governador Sérgio Cabral se solidarizar com os policiais e bombeiros expulsos das corporações. O principal argumento da anistia é o de que os grevistas não causaram prejuízos ao estado, como aconteceu na Bahia, e apenas protestaram por melhores condições de trabalho.
"Infelizmente, por uma razão ou outra, não consegui a assinatura de todos, mas já fui informado que vão assinar também. Já os deputados Paulo Melo e André Correa, por estarem numa posição de negociação, de encaminhamento, não poderiam mesmo assinar", afirmou Paulo Ramos. “Se houve excesso de parte a parte, o momento é de reconciliação. Os punidos reivindicavam melhores salários e não podem, agora, ficarem sem salário algum. É muito triste a posição deles e de suas famílias. Espero que o governador se mostre solidário e revogue as punições”

JB

#História da #Páscoa

Páscoa (do hebraico Pessach, significando passagem através do grego Πάσχα) é um evento religioso cristão, normalmente considerado pelas igrejas ligadas a esta corrente religiosa como a maior e a mais importante festa da Cristandade. Na Páscoa os cristãos celebram a Ressurreição de Jesus Cristo depois da sua morte por crucificação (ver Sexta-Feira Santa) que teria ocorrido nesta época do ano em 30 ou 33 da Era Comum. A Páscoa pode cair em uma data, entre 22 de março e 25 de abril. O termo pode referir-se também ao período doano canônico que dura cerca de dois meses, desde o domingo de Páscoa até aoPentecostes.

Origem do nome

Os eventos da Páscoa teriam ocorrido durante o Pesah, data em que os judeus comemoram a libertação e fuga de seu povo escravizado no Egito.
A palavra Páscoa advém, exatamente do nome em hebraico da festa judaica à qual a Páscoa cristã está intimamente ligada, não só pelo sentido simbólico de “passagem”, comum às celebrações pagãs (passagem do inverno para a primavera) e judaicas (da escravatura no Egito para a liberdade na Terra prometida), mas também pela posição da Páscoa no calendário, segundo os cálculos que se indicam a seguir.
No português, como em muitas outras línguas, a palavra Páscoa origina-se do hebraico Pesah. Os espanhóis chamam a festa de Pascua, os italianos de Pasqua e os franceses de Pâques.
Os termos "Easter" (Ishtar) e "Ostern" (em inglês e alemão, respectivamente) parecem não ter qualquer relação etimológica com o Pessach (Páscoa). As hipóteses mais aceitas relacionam os termos com Estremonat, nome de um antigo mês germânico, ou de Eostre, uma deusa germânica relacionada com a primavera que era homenageada todos os anos, no mês de Eostremonat, de acordo com o Venerável Beda, historiador inglês do século VII. Porém, é importante mencionar que Ishtar é cognata de Inanna e Astarte (Mitologia Suméria e Mitologia Fenícia), ambas ligadas a fertilidade, das quais provavelmente o mito de "Ostern", e consequentemente a Páscoa (direta e indiretamente), tiveram notórias influências.

Páscoa Cristã

A Páscoa cristã celebra a Ressurreição de Jesus Cristo. Depois de morrer na cruz, seu corpo foi colocado em um sepulcro, onde ali permaneceu por três dias, até sua ressurreição. É o dia santo mais importante da religião cristã. Muitos costumes ligados ao período pascal originam-se dos festivais pagãos da primavera. Outros vêm da celebração do Pessach, ou Passover, a Páscoa judaica, que é uma das mais importantes festas do calendário judaico, celebrada por 8 dias e onde é comemorado o êxodo dos israelitas do Egito, da escravidão para a liberdade. Um ritual de passagem, assim como a "passagem" de Cristo, da morte para a vida.
A última ceia partilhada por Jesus Cristo e seus discípulos é narrada nos Evangelhos e é considerada, geralmente, um “sêder do pesach” – a refeição ritual que acompanha a festividade judaica, se nos ativermos à cronologia proposta pelos Evangelhos sinópticos. O Evangelho de João propõe uma cronologia distinta, ao situar a morte de Cristo por altura da hecatombe dos cordeiros do Pessach. Assim, a última ceia teria ocorrido um pouco antes desta mesma festividade.
A festa tradicional associa a imagem do coelho, um símbolo de fertilidade, e ovos pintados com cores brilhantes, representando a luz solar, dados como presentes. De fato, para entender o significado da Páscoa cristã atual, é necessário voltar para a Idade Média e lembrar os antigos povos pagãos europeus que, nesta época do ano, homenageavam Ostera, ou Esther – em inglês, Easter quer dizer Páscoa. Ostera (ou Ostara) é a deusa da Primavera, que segura um ovo em sua mão e observa um coelho, símbolo da fertilidade, pulando alegremente em redor de seus pés nus. A deusa e o ovo que carrega são símbolos da chegada de uma nova vida. Ostara equivale, na mitologia grega, a Deméter. Na mitologia romana, é Ceres.[1]

Páscoa no Judaísmo

Segundo a Bíblia (Livro do Êxodo), Deus mandou 10 pragas sobre o Egito. Na última delas (Êxodo cap 12), disse Moisés que todos os primogênitos egípcios seriam exterminados (com a passagem do anjo da morte por sobre suas casas), mas os de Israel seriam poupados. Para isso, o povo de Israel deveria imolar um cordeiro, passar o sangue do cordeiro imolado sobre as portas de suas casas, e o anjo passaria por elas sem ferir seus primogênitos. Todos os demais primogênitos do Egito foram mortos, do filho do Faraó aos filhos dos prisioneiros. Isso causou intenso clamor dentre o povo egípcio, que culminou com a decisão do Faraó de libertar o povo de Israel, dando início ao Êxodo de Israel para a Terra Prometida.
A Bíblia judaica institui a celebração do Pessach em Êxodo 12, 14: Conservareis a memória daquele dia, celebrando-o como uma festa em honra de Adonai: Fareis isto de geração em geração, pois é uma instituição perpétua .

Tradições pagãs na Páscoa

Na Páscoa, é comum a prática de pintar ovos cozidos, decorando-os com desenhos e formas abstratas. Em grande parte dos países ainda é um costume comum, embora que em outros, os ovos tenham sido substítuidos por ovos de chocolate. No entanto, o costume não é citado na Bíblia. Portanto, este costume é uma alusão a antigos rituais pagãos. Ishtar ou Astarte é a deusa da fertilidade e do renascimento na mitologia anglo-saxã, na mitologia nórdica e mitologia germânica. A primavera, lebres e ovos pintados com runas eram os símbolos da fertilidade e renovação a ela associados. A lebre (e não o coelho) era seu símbolo. Suas sacerdotisas eram ditas capazes de prever o futuro observando as entranhas de uma lebre sacrificada. A lebre de Eostre pode ser vista na Lua cheia e, portanto, era naturalmente associada à Lua e às deusas lunares da fertilidade. De seus cultos pagãos originou-se a Páscoa (Easter, em inglês e Ostern em alemão), que foi absorvida e misturada pelas comemorações judaico-cristãs. Os antigos povos nórdicos comemoravam o festival de Eostre no dia 30 de Março. Eostre ou Ostera (no alemão mais antigo) significa “a Deusa da Aurora” (ou, novamente, o planeta Vênus). É uma deusa anglo-saxã, teutônica, da Primavera, da Ressurreição e do Renascimento. Ela deu nome ao Shabbat Pagão, que celebra o renascimento chamado de Ostara.

policialBR
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...